Virando o disco

06/08/2017

REVISADO

Hoje apresento mais um escrito inédito. Este faz parte do projeto (engavetado)

"Tudo isto só porque te amo".

Um livreto inicialmente com 17 escritos que relatam um ciclo de convivências. Que foi reformulado, cortado e ampliado. Chegando a 21 escritos.

E como um bom relato, um bom registro, cada escrito será nomeado fazendo referência a quem fora dedicado. Claro que de forma que sejam preservadas suas identidades. Além de edição única impressa para cada um dos homenageados, com dedicação em página respectiva.

Sempre ficamos felizes ao escrever, e temos um carinho especial pelos últimos escritos. E mesmo que as inspirações quase sempre estejam do lado, mesmo que sejam os amigos, poucas vezes revelamos isto.

Desta vez, fazer questão de identificá-los é homenageá-los, é deixar um registro histórico de um momento vivido. Isto sim traz uma enorme satisfação! Relatar momentos com os amigos, eternizá-los de forma escrita.

E tudo isto só pra dizer que os amo!

É Dio Sarev na essência.


Virando o disco

Acorda cedo

Vai ouvir música

Acorda com o sol

Vai tomar um banho

Ele acorda

Coloca o mesmo disco pra tocar

Pois já estava em sua vitrola

Isto há semanas

Isto há meses

Isto já faz quase um ano

Antes mesmo de começar a ouvir

Ele resolve

Vira o disco

Imagine só durante todo este tempo

Era tão grande sua afeição

Que nunca pensara em ouvir o outro lado

Ela acorda e assim resolve

Virando o disco

Deixa-se ouvir

Outras canções

Que podem ser também

Tão belas quanto esta que não conseguira parar de ouvir

Ele virando o disco resolve

Nunca iria quebrá-lo

Muito menos destruí-lo

Ainda mais ignorá-lo

Fazer pouco caso

Pois tanto prazer já lhe trouxe

E nunca pedirá nada em troca

Ele virando o disco acorda

Compreende

Sempre, não importa a época

Será sempre um belo disco

Um lado de um belo disco

Um belo tempo

Ele virando o disco

Novos embalos, canções o aguardam

E vez outra que voltar a ouvir

Aquela canção

Irá lembrá-lo de como fora feliz

Neste instante estará feliz

Mesmo que ele vire o disco

Mesmo que jogue fora

Mesmo que o destrua

Mesmo que o esconda

-A canção, jamais deixará de existir.

E a felicidade que lhe trouxe junto.


Dio Sarev, Rio. 

2017.


Outras postagens

Que Vergonha!

A Oração

Sozinho não conseguimos

FALAR, CUSPIR E ESCARRAR!